sábado, 3 de outubro de 2009

"Os Homens que Odeiam as Mulheres" - Stieg Larsson

Sinopse:

"O jornalista de economia Mikael Blomkvist precisa de uma pausa. Acabou de ser julgado por difamação ao financeiro Hans-Erik Wennerström e condenado a três meses de prisão. Decide afastar-se temporariamente das suas funções na revista Millennium.

Na mesma altura, é encarregado de uma missão invulgar. Henrik Vanger, em tempos um dos mais importantes industriais da Suécia, quer que Mikael Blomkvist escreva a hist´ria da família Vanger. Mas é óbvio que a história da família é apenas uma capa para a verdadeira missão de Blomkvist: descobrir o que aconteceu à sobrinha-neta de Vanger, que desapareceu sem deixar rasto há quase quarenta anos. Algo que Henrik Vanger nunca pôde esquecer.

Blomkvist aceita a missão com relutância e recorre à ajuda da jovem Lisbeth Salander. Uma rapariga complicada, com tatuagens e piercings, mas também uma hacker de excepção.

Juntos, Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander mergulham no passado profundo da família Vanger e encontram uma história mais sombria e sangrenta do que jamais poderiam imaginar."

Acabei hoje de ler este livro. É um livro que se lê muito bem, sem darmos pelas páginas passarem. A história desenvolve-se a um ritmo que não deixa o leitor perder-se em divagações.

Quanto à história, confesso que gostei de ler, mas não me deslumbrou. Devido a todas as críticas que tenho lido sobre esta obra, esperava muio mais. Gostei, agradou-me mas não me deslumbrou.

Sendo este o primeiro volume da trilogia, penso que só depois de ler todos terei uma opinião verdadeiramente fidedigna, mas por agora considero-o um bom livro, agradável.

Não falarei muito da história, pois não quero aqui contá-la, e se começar a tentar desvendar um pouco, sinto que retiro qualquer factor surpresa a quem esteja a ler ou pretenda ler este livro. Aliás, esse é o aspecto que menos me agradou no livro: considero a história demasiado previsível e até forçada em alguns aspectos. Logo no início, ao ler o prólogo, imaginei o desaparecimento de Harriet Vanger muito próximo do que é relatado. Também a relação entre Lisbeth e Mikael é totalmente previsível, sendo até forçada na facilidade com que acontece, tendo em conta as características de Lisbeth.

Enfim, gostei de ler o livro, irei comprar os outros dois volumes e lê-los, mas esperava muito mais.

Um exemplo de como uma boa campanha de marketing faz um bestseller.




4 comentários:

Paula disse...

Estou com curiosidade de os ler :)
Abraços

marcia disse...

Eu confesso que gostei muito! Estou a ler o 2º volume!

Homem do Leme disse...

Eu também gostei de ler, mas não me arrebatou como eu esperava. Talvez tivesse criado demasiadas expectativas.

EstáVento disse...

Gostei muito do livro, mas não me deslumbrou como estava à espera, é verdade - o marketing faz muito. Agora estou ansiosa por ver o filme, já vi o 'trailler' e pelo menos a caracterização dos personagens parece muito bem feita.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin