quarta-feira, 4 de março de 2009

"O Clube Mefisto" - Tess Gerritsen

"PECCAVI
A palavra latina foi inscrita com sangue na cena de um crime particularmente macabro: «Pequei». A expressão, mais sinistra ainda nessa solitária noite de Natal, parece uma forma de saudação perversa à médica-legista de Boston, Maura Isles, e à detective Jane Rizzoli. Ambas estabelecem rapidamente uma ligação entre o assassínio da jovem que ali jaz e a psiquiatra Joyce O'Donnell, uma celebridade muito controversa que é também uma adversária de Maura e que faz parte de uma sociedade secreta denominada o Clube Mefisto.
Os membros desse clube dedicam-se à análise do mal. Será ele explicável pela ciência? E terá uma presença física? Andarão os demónios pelos caminhos da terra? Baseando-se numa imensidão de factos históricos e numa misteriosa simbologia religiosa, os investigadores do Clube Mefisto procuram demonstrar uma teoria inquietante: Satanás e os seus demónios estão, de facto, entre nós.
Mas então o aparecimento de mais um cadáver, desta vez junto à casa onde se reúne o Clube Mefisto, vem evidenciar que alguém - ou alguma coisa - anda realmente pela cidade em busca de novas vítimas. Os membros do clube começam a recear o próprio tema das suas investigações. Terão eles inadvertidamente invocado uma qualquer entidade das sombras?
Maura e Jane são assim arrastadas para uma terrível viagem ao âmago do mal. Onde irão enfrentar um inimigo bem mais perigoso do que todos aqueles que alguma vez perseguiram. Um inimigo cuja tarefa apenas se iniciou..."


Terminei agora mesmo de ler este livro. Mais um livro da Tess, com uma história muito bem construida, com factos históricos, desta vez baseados em escritos datados talvez dois séculos antes do nascimento de Cristo - o Livro de Enoch.

Dominic Saul tem quinze anos quando o seu pai morreu. A mãe não vive com eles e perante a possibilidadde de ficar sozinho, o irmão do pai leva-o para passar o Verão com a sua família - a mulher e dois filhos, Teddy e Lily. Mas algo acontece nesse Verão à família Saul e Dominic nunca mais é visto.

Doze anos mais tarde, dois assassínios em Boston conduzem a detective Rizzoli e a médica-legista Maura Isles à história desta família e à procura de Lily, que se sabe circular de forma itinerante pela Europa.

Mas estes assassínios, carregados de simbologia satânica e religiosa, trazem também à cena do crime um clube secreto que se dedica ao estudo das forças do mal - o Clube Mefisto.

Juntos, forças policiais e clube secreto, objectividade e simbologia, tentam descobrir o autor daqueles crimes.

Gostei. O tema da história é muito interessante e faz pensar sobre o que é realmente o mal. Factos históricos cruzam-se com mitologia e simbolismo, para criar um enredo policial e psicológico intenso. No entanto, gostaria que o final tivesse sido mais explorado, em especial a relação de Dominic Saul com a mãe.

Fico a aguardar mais publicações da Tess.


2 comentários:

Maria Manuel disse...

Estou a ver que temos os gostos parecidos em termos de literatura. Adoro Tess Gerritsen, Lisa Gardner, e perante os livros que já leste e os que queres ler há muitos que desejo também ler.

Homem do Leme disse...

Maria Manuel,
também já reparei nas nossas afinidades literárias. Para além das autoras que referes, gosto muito da Tami Hoag e da Mo Hayder.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin