quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

"Uma Vida Normal" - Paulo Azevedo

A minha equipa de trabalho ofereceu-me este livro este Natal. Li-o em dois dias (ou melhor, em bocadinhos de dois dias). É a história, escrita na primeira pessoa, de um jovem que nasceu sem pernas e sem mãos.


Normalmente, tenho alguma resistência a este tipo de livros, pois considero sempre que vão cair na piedade, no "coitadinho", na vitimização, e, confesso, não tenho paciência. Mas este livro surpreendeu-me pela positiva: não é, e muito bem, um livro de um jovem coitado, mas sim a história de um jovem normal, que apenas não tem pernas nem mãos. É o relato de como foi o crescimento e o desenvolvimento de uma criança e jovem, que apesar de ser diferente, mostra a todos o que o lerem, que é normal, feliz, com defeitos e qualidades, igual a todas as pessoas.


Paulo Azevedo mostra ao mundo que ser diferente não é nenhum estigma, nem sinónimo de discriminação. Quando se acredita e se quer, todos podem ser iguais - temos é de lutar por isso. E foi o que Paulo fez, assumindo a sua diferença mas nunca a usando para daí retirar qualquer benefício ou pena.


Um exemplo de força de vontade!

3 comentários:

Beαtriz disse...

Um exemplo de vida que muitas pessoas deveriam conhecer! A força interior não tem limites! ;)

Pedro disse...

Não é a primeira opinião que leio do género. Mas, mesmo assim, continuo a "bater no ceguinho" e não estou a pensar lê-lo.

kiduchinha disse...

Sou sensível a estas questões... Por pessoas que tenho conhecido, é sempre possível chegar mais além! Afinal, somos todos pessoas com qualidades / talentos e limitações e todos nós temos que lutar por nós próprios, pela nossa vida e pelos nossos sonhos!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin