terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Tess Gerritsen

Tess Gerritsen é uma autora norte-americana, que há algum tempo ganhou espaço nas prateleiras da minha biblioteca. Médica de formação, começou a escrever em 1987 (ano em que foi publicado o seu primeiro livro, um thriller romântico). Em 1996 publica o seu primeiro policial, num estilo muito próprio.

A sua escrita, viva e plena de acção, assume características pouco recomendáveis a leitores mais sensíveis, com descrições quase cirúrgicas dos crimes que relata. Ao longo dos seus livros, as personagens vão criando uma história própria, individual, uma certa cumplicidade com os leitores, que passa de livro para livro, onde as suas vidas se desenvolvem ao mesmo tempo que as mentes mórbidas e sádicas dos assassinos vão pondo em prática as suas loucuras, desejos e fantasias.

Jane Rizzoli é a detective que, num mundo dominado pelos homens, procura não mostrar fraquezas, apesar de também as sentir como todos os seus colegas. É uma mulher aparentemente fria, pronta para ser a primeira a enfrentar o perigo e correr riscos, mas que no fundo procura superar a sua fragilidade. Ao longo dos diversos títulos, a Jane Rizzoli detective e a Jane Rizzoli mulher vão-se cruzando e, muitas vezes, contradizendo.

A patologista Maura Isles é, ao contrário da detective, uma mulher que desperta a curiosidade masculina. Conhecida por "Rainha dos Mortos" é a ela que cabe a tarefa de autopsiar os corpos das vítimas, de "falar" com os cadáveres e dar, algumas vezes, respostas, outras vezes, levantar questões. Fechada no seu casulo, dá a imagem de mulher inacessível, inabalável, mas que no fundo, esconde uma vida e um passado.

Em Portugal, o "Círculo de Leitores" já editou 5 títulos desta autora:

"O Cirurgião" - Um assassino silencioso entra em casa das mulheres enquanto elas dormem. Fere-as com a precisão de um cirurgião... Os jornais de Boston começam a denominá-lo de "O Cirurgião"... Catherine Cordell, médica e sobrevivente de um ataque muito semelhante ao de "O Cirurgião", é a única pista que os detectives Jane Rizzoli e Thomas Moore têm. Mas, como é possível os crimes estarem a ser repetidos se Catherine Cordell matou o seu agressor?...

"O Aprendiz" - Boston; um verão escaldante e uma série de crimes horrendos. Homens abastados são forçados a assistir, enquanto as suas esposas são brutalizadas, após o que também eles serão assassinados. Quem será este assassino, cujo sadismo amedontra a cidade? O perfil sugere o assassino "O Cirurgião", recentemente preso. A polícia segue a pista de um acólito à distância, que imita o seu ídolo maníaco e louco. Jane Rizzoli vê-se, novamente, na pista do assassino que a marcou... Só que desta vez está decidida a acabar com ele, mas espera-a uma vingança mais cruel do que se possa imaginar...

"A Pecadora" - No interior do convento, na Capela de Nossa Senhora da Luz Divina, encontra-se o mal: duas freiras jazem no chão, uma sem vida, outra gravemente ferida, vítimas de um assassino sem piedade. Ao autopsiar a irmã Camille, de 20 anos, a patologista Maura Isles descobre que esta freira tinha dado à luz pouco antes de ser assassinada. A seguir, é descoberto outro cadáver, mutilado e irreconhecível. Maura Isles e a detective Rizzoli juntam-se, para descobrir que estes dois homicídios se ligam por um antigo horror.

"Duplo Crime" - E se de repente, o corpo que jaz na nossa frente fosse o nosso? Foi isso que aconteceu a Maura Isles, ao descobrir que a mulher que foi assassinada à porta de sua casa, era igual a si própria... O ADN confirma que essa mulher é sua irmã gémea. Mas , Maura sempre fora filha única... Uma investigação de homicídio que se transforma numa viagem a um passado desconhecido... à descoberta de uma mãe que, paralelamente ao poder de lher ter dado a vida, julga ter o poder de lha tirar...

1 comentário:

Karol... disse...

Ja tinha ouvido falar dessa autora, mas ainda estava em duvida quanto a compra do livro. Obrigada por dividir sua opinião conosco, vou procurar o primeiro livro para ler.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin